Itamar Assumpção

to imersa no Itamar desde quinta passada, me ocorreu que essa história de sermos finitos é um papo furado doido, a finitude foi inventada, nenhuma pessoa morrerá eternamente, haverá sempre alguém para lembrá-la. não vou morrer, serei lembrada. não vou morrer, nem vou voltar, estarei sempre aqui, ecoando, em vento, verso, prosa, fofoca.

ah herança banzeira …

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s